Justin Bieber nega acusação de agressão sexual

O músico canadense Justin Bieber negou as acusações de ter agredido sexualmente uma mulher no mês de março de 2014. O mesmo avançou que está a cooperar com as autoridades para tomar medidas legais.

Uma mulher identificada por Danielle publicou na sua conta pessoal do twitter que foi violada sexualmente pelo músico, horas após de terem se conhecido em um evento de música em Austin. Na altura Justin Bieber tinha 20 anos de idade e ela 21.

A suposta vítima afirma que depois do show surpresa, Bieber a convidou juntamente com suas amigas para o hotel Four Seasons, onde ele a levou para uma sala separada e a abusou sexualmente.

Danielle avançou que os dois começaram a se beijar, e o músico teria empurrado a garota para a cama. Ela teria pedido que ele parasse, mas, segundo Danielle, o cantor teria dado prosseguimento a relação. 

A alegação foi prontamente negada por Alison Kaye, empresária de Justin Bieber.

“Após o evento em 9 de março [de 2014], Justin ficou no Airbnb, onde eu também estava hospedada. Qualquer reserva de hotel que ele tivesse em Austin não começou até a noite seguinte e ele estava no Westin, não no Four Seasons”

, disse a Kaye.

Justin Bieber usou a sua conta pessoal do Twiter para compartilhar fotos, recibos e e-mails que, segundo ele, mostram que ele ficou no AirBnb em Austin, no dia 9 de março, e no hotel Westin, no dia 10 de março. Ele disse que estava em Austin com sua então namorada, Selena Gomez.

“Não há verdade nessa história” , disse ele no Twitter . “Todas as alegações de abuso sexual devem ser levadas muito a sério e é por isso que minha resposta foi necessária. No entanto, essa história é factualmente impossível e é por isso que vou trabalhar com o twitter e as autoridades para tomar medidas legais. ”